Por mais que fuja do assunto desse blog, eu publico. Porque você é minha causa e minha razão.

A cada novo dia que surge eu fico mais feliz por ter escolhido você. A cada novo dia que acaba, eu vou dormir feliz por saber que tenho você. Eu aprendi a sorrir de verdade, a amar, a ter um plano, uma direção. Eu aprendi a sentir de verdade, a cantar com uma voz do meu coração. E tudo graças a você. Devo a você cada força e vontade que eu tenho. Se enfrento meus medos, minhas paranoias e problemas, é você que é meu amuleto, meu escudo, minha estrela guia, minha deusa, minha fonte de inspiração e razão de viver. Cada batida do seu coração que ouço me mostra que tudo isso é possível e é verdade, que enquanto ele estiver batendo, eu tenho uma causa pra viver. E mesmo que um dia essa batida não aconteça de forma física, tenho certeza que ela ainda vai ser imortal. Essa causa não vai morrer, essa causa é você e o quanto eu te amo. As palavras podem sair meio confusas aqui, mas elas se resumem única e exclusivamente em você. A minha razão, única, perfeita e imortal. Para sempre! Esses foram os melhores sete meses da minha vida. Sete meses que vamos multiplicar por infinitos. Eu te amo, minha linda!

Anúncios

Diário de bordo (Lutar afundando)

As acusações continuam vindo de todos os lados. A culpa por uma suposta falta de ação toma conta, mas são só palavras deles. Conservadores demais. Essa luta se faz de maneira diferente, não preciso deixar de lado os frutos que esse mal criou, posso derrotá-lo através dele, ou não, mas posso lutar e fazer muito barulho. Minha batalha se trava nas trincheiras de tracks e um palco, temos nosso Fight Club, temos nosso exército. Cultura alternativa, resistência aos danos causados pela indústria cultural, não nos acuse de incapazes. Eu aprendi através dessa frequência, posso ensinar através dessa frequência. Se eu não puder eu repito Emma Goldman, “Se eu não posso dançar, não é minha revolução” e se assim for, farei ela ao meu modo, sua exclusão só me mostra que você coopera com todos eles.